AVALIAÇÃO DE TRANSTORNOS PSICOSSOCIAIS EM PACIENTES ONCOLÓGICOS SOB OS CUIDADOS PALIATIVOS

Autores

  • Bruna Camelo de Góes Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA
  • Renata Maia Marques Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA
  • Soraia Richelle Alvarenga Esquerdo Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA
  • Verônica Arruda Barreto Souza Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA

DOI:

https://doi.org/10.37157/fimca.v8i3.420

Palavras-chave:

Cuidados paliativos, alterações psicológicas, câncer de mama

Resumo

Introdução: No Brasil, o número de incidência de câncer de mama em mulheres tem aumentado ao longo dos anos, e essa doença causa muitos transtornos emocionais e mentais nas pacientes. Porém os problemas que afetam a saúde mental daquelas que obtém um tratamento paliativo tem sido pouco observados. O sentimento de medo e morte presente nessas mulheres tem levado a inúmeros transtornos psiquiátricos como depressão e ansiedade, intensificando o sofrimento e o desconforto durante esse processo paliativo, proporcionando um sentido negativo de vida naquela paciente. Por isso, é importante reconhecer as manifestações físicas, psicológicas e emocionais que surgem durante o estágio terminal, respeitando os impasses que o paciente venha a apresentar frente a suas condições incuráveis. Objetivos: O objetivo deste estudo é avaliar os fatores emocionais envolvidos na saúde mental dos pacientes com diagnóstico de neoplasia mamária que estão sob os cuidados paliativos de uma forma mais abrangente. Metodologia: Foram selecionados dados científicos disponíveis em bases eletrônicas SCIELO (Scientific Eletronic Library), PUBMED, LILACS (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), INCA (Instituto Nacional de Câncer), de artigos, revistas em literaturas por estudos descritivos, entre os anos de 2016 a 2021. Resultados e Discussão: Dentre os estudos disponíveis, foi avaliado que, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), no ano de 2020 foram detectados 66.280 casos novos de câncer de mama feminino, correspondendo a 29,7% do total de tipos de câncer no período. Estima-se que os sintomas de depressão e ansiedade estejam presentes em 50% a 60% dos casos de câncer, sendo que tais sintomas serão desenvolvidos entre 25% a 35% das mulheres com câncer de mama, sabendo que tais manifestações clínicas emocionais evoluem de forma acentuada e incessante, por não receberem tratamento e suporte adequados. Ressalta-se ainda que desde o momento do diagnóstico da neoplasia, existe um impacto sobre a saúde mental dessas mulheres o que, pode ser agravado durante o tratamento levando a prevalência de desequilíbrios emocionais. Conclusão: Vale ressaltar que é preciso ter um olhar mais amplo sobre esses indivíduos, principalmente com os cuidados, acompanhamento e tratamento da doença, bem como voltando para seu bem-estar, recebendo acolhimento que muitas vezes não é direcionado devido as mesmas estarem em cuidados paliativos, tornando esse período mais digno e leve.

Biografia do Autor

Bruna Camelo de Góes, Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA

Discente do Curso de Medicina, Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA

Renata Maia Marques, Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA

Discente do Curso de Medicina, Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA

Soraia Richelle Alvarenga Esquerdo, Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA

Docente do Curso de Medicina, Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA

Verônica Arruda Barreto Souza, Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA

Discentes do Curso de Medicina, Centro Universitário Aparício Carvalho - FIMCA

Publicado

2022-05-17

Como Citar

Góes, B. C. de, Marques, R. M., Esquerdo, S. R. A., & Souza, V. A. B. (2022). AVALIAÇÃO DE TRANSTORNOS PSICOSSOCIAIS EM PACIENTES ONCOLÓGICOS SOB OS CUIDADOS PALIATIVOS . REVISTA FIMCA, 8(3), XIX. https://doi.org/10.37157/fimca.v8i3.420

Edição

Seção

Resumos de Eventos / Conference Abstract